O que não é a Espiritualidade

Por José Matos

A ESPIRITUALIDADE é o conjunto de conhecimentos e de práticas que visam as pessoas adquirirem conhecimento, sabedoria, harmonia interior, paz, cumprirem as suas obrigações e compromissos que aceitaram perante Deus e seus representantes.

A ESPIRITUALIDADE ajuda as pessoas a viverem com mais felicidade, a se melhorarem, e quando necessário, a aliviar o sofrimento quando este já está instalado ou a evitá-lo.

A ESPIRITUALIDADE requer uma atitude de humildade, vontade de aprender e trabalho persistente e constante, ainda que seja uma ou duas horas por semana.

A ESPIRITUALIDADE ajuda as pessoas a evoluírem no sentido de atingirem os objectivos para os quais as almas foram criadas por Deus, incluindo o facto de virem à Terra: colaborarem livremente com o Plano de Deus de Amor, Paz, Justiça, Liberdade, Felicidade e Progresso.

Essa é a felicidade máxima das Almas: serem APRENDIZES DE DEUS, colaborando com Deus em Amor, Paz e Harmonia com a Criação e os seus semelhantes.

O QUE É NÃO É A ESPIRITUALIDADE?

Sofrimento!
A Espiritualidade não é sofrimento.
O sofrimento é o resultado das pessoas (sejam almas humanas sejam almas desencarnadas) estarem afastadas de Deus (falta de Fé, de Sintonia ou Ligação a Deus).
O sofrimento é o resultado das pessoas contrariarem as regras da Vida. Por exemplo se alguém comer uma comida estragada pode ficar doente porque contrariou pelo menos alguma regra. Se alguém tem sede e não bebe água pode ficar doente ou morrer mesmo. O sofrimento é isso mesmo, desrespeito, consciente ou sem querer das regras da Criação.

A Espiritualidade é o equilíbrio ou o reequilíbrio. Por exemplo, quando alguém ora com Fé ou recebe Reiki ou Limpeza Espiritual, ou pratica correctamente meditação fica geralmente mais relaxado, em paz, em harmonia… A saúde e a vitalidade melhoram, a mente fica mais lúcida, a pessoa pensa com mais clareza. O ambiente familiar melhora significativamente, os casais melhoram a sua relação, as discussões diminuem… muitas pessoas voltam a sorrir depois de anos de desânimo. Outras conseguem finalmente avançar em alguma área da vida que parecia bloqueada…Os estudantes aprendem com mais facilidade, as crianças tornam-se mais calmas e sociáveis… os bebes deixam de chorar ininterruptamente. Cessam as insónias…

Então como pode alguém dizer que espiritualidade é sofrimento?

Acreditar na Espiritualidade e nas Religião é uma opinião partilhada por muitas pessoas!
Não. Nem por sombras. Aliás, a Espiritualidade é justamente o contrário de um conjunto de opiniões e por isso é tão atacada por fanáticos religiosos que defendem os interesses, geralmente até monetários da sua religião ou seita.

Em muitos templos religiosos as pessoas não aprendem nada sobre Espiritualidade nem Religião. Falam de algumas coisas…. mas aprender não aprendem NADA!

A Espiritualidade não é opinião nem aprender coisas “de cor” ou simplesmente “papaguear” alguma escritura sagrada. Então e a sabedoria prática?

A Espiritualidade tem uma componente prática que ajuda as pessoas a experimentarem pessoalmente as verdades tal como elas são.

É por isso que muitos santos e pessoas foram perseguidos. Eles eram olhados como uma ameaça às hierarquias das religiões ou poder da altura pois sabiam as coisas tal como elas são.

Um exemplo. Muitas pessoas já ouviram falar de Jesus e de Deus. Mas não têm certeza da sua existência. Ouvem falar… lêem nos livros…

Outras pessoas já leram que Deus é amor e paz e não vingativo ou que nos faz sofrer pelos nossos erros se um dia formos levados à Sua presença.

As pessoas aprendem mas fica sempre alguma dúvida…

Pois bem, praticando certos exercícios de espiritualidade a pessoa pode sentir, ver e mesmo falar com Deus e experimentará uma felicidade enorme, quase indescritível há medida que progredir nas suas práticas.

E quando tiver experimentado essas e muitas outras coisas, precisará de conversa para quê?

Fanatismo, loucura!
A Espiritualidade não nem é fanatismo nem loucura.
O fanatismo tem a haver com uma pessoa de forma precipitada, por teimosia ou interesse de alguma ordem apenas ver um aspecto da realidade rejeitando todos os outros. É fanático quem acha que uma religião é melhor do que outra desrespeitando os conhecimentos importantes que também têm de ser estudados e aprendidos. Por exemplo, alguém pode adorar Jesus e os ensinamentos Cristãos. Mas mais tarde ou mais cedo tem de aceitar a verdade da reencarnação por exemplo ensinada por outras religiões (o cristianismo não ensina a reencarnação). Da mesma forma que ninguém chega e permanece muito perto de Deus alimentando no seu coração manchas como racismo, egoísmo, orgulho… também não se chega nem se permanece perto de Deus sem ter aprendido as lições exigidas!

A Espiritualidade na verdade é uma só. A Espiritualidade tem de ser olhada como a ciência. Os conhecimentos considerados correctos da medicina por exemplo são o conjunto dos esforços dos muitos homens e mulheres que ajudaram a evoluir a medicina.

O mesmo se aplica à Espiritualidade. A Espiritualidade actual, os conhecimentos considerados correctos da Espiritualidade actual são o resultado do trabalho de muitos mestres e ajudantes como Jesus, Buda, Krishna, Maomé, entre inúmeros outros. Da mesma forma que nunca ninguém disse tudo sobre uma ciência como a medicina, a matemática, a física, a astronomia… nunca ninguém disse nem provavelmente dirá tudo sobre espiritualidade e religião.

Quanto aos erros e coisas más temos a dizer o que parece óbvio: as coisas más que se verificaram e verificam nas religiões são fruto da acção dos homens da mesma forma que os erros médicos são falhas das pessoas que os cometeram.

A loucura é um estado de desequilíbrio, de doença, de ruptura com a harmonia. A Espiritualidade tem ajudado milhões de pessoas a recuperarem parcialmente ou mesmo completamente de loucura ou diagnósticos médicos como psicose, esquizofrenia, perturbação bipolar, perturbação maníaco-depressiva, entre muitos outros diagnósticos.

A maior parte dos seres humanos mais evoluídos, tanto na ciência como na arte, foram espiritualistas assumidos. Foram e são os grandes impulsionadores do progresso da Humanidade.

Charlatanismo e exploração do sofrimento das pessoas!
A Espiritualidade não explora ninguém nem causa sofrimento. Mas sim ajuda, ampara, alivia, dá o ombro amigo e abraça fraternalmente.
Da mesma forma que muitos profissionais como médicos, advogados, mecânicos, vendedores, artistas… levam muito dinheiro para prestar os seus serviços, o mesmo acontece na espiritualidade.

Nós não julgamos essas pessoas. Apenas podemos dizer que defendemos que existe um preço justo para tudo. Não é justo uma pessoa esperar ajuda de um espiritualista sem retribuir com algo. As pessoas também trabalham de graça? E como o espiritualista pode pagar depois as suas contas se não levar algum dinheiro ou os donativos serem suficientes para ter uma vida digna e honrosa?

Enquanto um espiritualista está a trabalhar a pessoa está em muitos casos a beneficiar do seu tempo presente mas não só. Está a beneficiar de muitos anos de estudo e prática assim como de muito dinheiro gasto a estudar espiritualidade!

Quanto a quem pratica preços absurdos ou engana as pessoas, pedimos desculpa mas não estamos a falar de espiritualistas ao serviço da luz (e alguns casos nem são espiritualistas). Estamos a falar de crime! E isso é com a polícia!

CONCLUSÃO SOBRE A ESPIRITUALIDADE
NÃO SE DEIXE ENGANAR SOBRE A ESPIRITUALIDADE E A RELIGIÃO.
A Espiritualidade visa a Felicidade das pessoas.
É certo que como em tudo na Vida é preciso respeitar algumas regras. Mas não temos de respeitar regras em tudo na vida, até com o nosso corpo?

Tenha em atenção que rejeitar a espiritualidade pode ser o maior erro da vida de muitas pessoas. Pode levar ao desperdiçar de uma oportunidade de evoluir. É a principal razão porque tantas pessoas têm uma velhice má, balançando entre vazio interior, momentos de depressão e tristeza profunda que vem lá do fundo da sua alma. É que o tempo está a chegar ao fim e uma oportunidade sagrada pode ter sido demasiado desperdiçada.

Aprenda com pessoas honestas. Escute o seu coração. Deus deu-lhe esse Dom!

 

Pensamentos frases espiritualidade

Leave a comment

Deixe uma resposta