Religião Pura e a Visão Divina

Religião Pura e a Visão Divina

“Nenhum ser humano neste mundo deve descansar enquanto não sentir, ver e falar com Deus. Depois disso tudo se tornará mais simples e suave.”
José Matos

Dentro da Espiritualidade temos a meta mais sagrada de todas: a União da Consciência com Deus.

A União com Deus é o verdadeiro significado de Religião (que significa “re ligare” ou “re-ligar”).

No oriente existe uma palavra que é hoje muito conhecida no ocidente e que tem o mesmo significado: Yoga. “Yoga” significa “União”).

A terceira palavra com o mesmo significado é  que significa “ligação” ou “A Ligação”.

O espiritualista tem de saber para onde caminha. Qual o objectivo de tudo: da sua vida, o porquê das suas escolhas, das orações que faz, das meditações que faz (o espiritualista deve saber muito bem qual é o objectivo de certa meditação e não fazer a meditação sem saber para que serve)…

A União da Consciência com Deus é um ponto máximo do desenvolvimento espiritual. O final é viver nessa consciência de comunhão e colaboração consciente com Deus a maior parte do tempo.

À pergunta “Qual é o objectivo principal da existência humana e da espiritualidade?” a resposta é: “A UNIÃO E COMUNHÃO COM DEUS”.

A meta máxima da Alma humana é pois “Viver em Fé*com Deus colaborando com Ele como já fazem os Anjos e as pessoas que já atingiram essa perfeição como muitos santos e mestres como Jesus e Buda entre muitos outros.”
*1 “Fé” significa “Ligação” ou “Sintonia”.

Muitas pessoas conseguem atingir esse estado ainda como seres humanos. Outros só depois de desencarnar pela última vez.

A Visão Divina

Deus Gustave Dore

A Visão Divina segundo Gustave Dore

Das muitas práticas espirituais que podem realizadas consoante a oportunidade e gosto de cada um, uma não deve ser esquecida, e sim, ser a prática principal de um espiritualista. Esta prática deve ser a Meditação da Sintonia Divina, a Meditação Perfeita.

Não importa qual a religião da pessoa, do grupo ou escola espiritual que frequente. Seja qual for a linha espiritual que adira, não se deve esquecer que deve praticar exercícios para se aproximar de Deus, e o quanto antes Ver, Sentir e Falar com Deus.

Quanto mais próximo a pessoa estiver de Deus (a nível da consciência e da sintonia através do pensamento) mais paz, harmonia e feliz será a pessoa. Isto porque Deus é Paz, Harmonia, Amor, Alegria, Felicidade…

Uma fogueira irradia luz e calor. É o que tem para oferecer.
Deus é como um Sol que irradia virtudes como o Amor, a Paz, o Bem… e de forma directa ou indirecta dá tudo o que faz o ser humano feliz e a Alma humana viver em harmonia (paz, saúde, amor, sorte, oportunidades de realização…)
Tal como quanto mais próximos estivermos de uma fogueira mais calor e luz podemos absorver e desfrutar, quanto mais próximos estivermos de Deus mais podemos beneficiar com aquilo que Deus é e irradia.

Caitanya

Caitanya

Imagem que retrata a extrema felicidade da Religião Pura.
São conhecidas pessoas que chegam a cantar e a dançar de tão felizes
quando a sua consciência chega perto de Deus.

 A Visão de Deus, ou enquanto isso não acontece, sentir de facto Deus é das experiências mais maravilhosas e inesquecíveis.
Um espiritualista sincero pode estudar e praticar espiritualidade com diligência mas enquanto não atingir certo patamar de consciência aqui ou ali pode ser tentado a duvidar de certas coisas. “Será que isto ou aquilo é mesmo assim?”

Mas quando o sentimento de que Deus de facto existe se desenvolve porque experimenta essa consciência, que é bondoso, amoroso, um verdadeiro e infalível amigo, quando experimente ele próprio certas verdades, quando conclui que afinal certos mestres como Jesus e muitos santos, místicos e yogues tinham razão, então tudo muda nas sua convicções interiores!

Deixa de haver medo. E o mais extraordinário e belo será quando Deus lhe dirigir a Sua palavra. Experimentará que Deus fala com amor e verdade. Não aponta o dedo. Não humilha. Não trai. Está sempre de braços abertos ao arrependimento e reparação dos erros, mesmo aos seres humanos com os crimes mais hediondos.

Se Deus é amigo, se não nos condena apesar de impor a sua justiça, teremos alguma razão para ter medo? Medo do quê?

Então a visão Divina, assim como o sentir e mais tarde ou mais cedo receber alguma mensagem de Deus, é aquilo que deve estar presente na mente de um espiritualista.

Leave a comment

Deixe uma resposta